domingo, maio 02, 2010

É tudo mentira!

8 a mentira é como estar preso com uma onça selvagem e a onça selvagem estar presa dentro de você. Ela te devora por dentro e por fora... Tirei na base aérea, ela é símbolo do esquadrão onça...

por Rafael Belo

Compulsivamente surge a mentira para aquele “autoengano” de um vício qualquer tão avassalador para o viciado seja em fugir do mundo ou de si mesmo, normalmente de ambos. Mas, há tantos vícios neste nosso mundo a desvirtuarmos com voracidade. É uma psicologia reversa tão palpável na clareza de uma certeza camuflada daquele nosso falso olhar entendedor da vida. Para ficar mais fácil usamos exatamente isso, a medida da facilidade. “É mais fácil para você, é mais fácil para fulano...” E sobe nosso dedinho podre apontando um julgamento insosso sobre o outro. Mas, serão estas linhas amontoados de mentiras para fugir de um assunto...? Não quando o assunto é mentir para o espelho.

Você já mentiu hoje? Pelo menos o sorriso do dia já fez esboço na boca... Mas, realmente parece uma compulsão por parte de quem o faz e culpa a sociedade pela pressão. Acaba tornando-se aquele em quem não acreditam... Fica marcado e fica fato consumado a pessoa ser apresentada como não confiável. Uuu! Pesado... Não. Quem mente torna-se... Exato. Mentiroso. É difícil desgrudar deste rótulo grudento e ninguém gosta de rótulos. Não diga mas é uma mentirinha só... Mentirinha, mentirão... É tudo mentira... certo...

Mas, mesmo assim é uma sociedade da mentira a qual somos vendidos. Ambição para ganhar mais e mais e trabalhar mais e mais para mais trabalhar, claro. Nada de usufruir do furto fruto de tanto trabalho, no futuro quem sabe... Não tem aquela frase clichê...? O futuro é agora...? Bom, daí devem vir as mentiras e o vazio formado entre as pessoas e entre o mundo por onde passamos. Estamos sempre nos preparando para o porvir e o agora? Este nosso automático consumismo, esta nossa fuga para as frustrações de algumas outras mentiras contadas a nos impedir de ver além das mentiras protegendo os seres falsamente frágeis por trás delas, nós. E nos dizemos tão inteligentes...

3 comentários:

La Sorcière disse...

Tomei um baque quando li " é como estar preso com uma onça selvagem e a onça selvagem estar preesa de ntro de você. Ela te devora por dentro e por fora..." É totalmente verdade, dolorosa e incômoda verdade. Infelizmente eu menti ontem e talvez, por conta de um mundo de coisas, vá mentir hoje também... :(
Bj

Naty Araújo disse...

O texto ficou ótimo, Belo... E a imagem se enquadrou perfeitamente no tema, no modo em que vc descreveu.
Admiro essa sensibilidade de captar as coisas, que vc consegue ter e nos transmitir.
Quer melhor? Surpreendeu. Li três vezes já.. hahaha.
E não estou mentindo pra te fazer feliz ou pra fazer com que seu texto se enquadre em minha vida. Estou sendo sincera e sempre busco isso.

Acredito que a mentira é uma sina de muitas pessoas, desde que elas não busquem melhorar seu padrão de comportamento.
Pq a mentira, superficialmente, muda o padrão de vida, de status... Mas torna as pessoas, um completo desumano.
Pois é mais fácil mentir, ocultar uma verdade.. do que ser fiel e honrar as palavras, custe o que custar.

Deu pra notar que me empolguei, né? rs.

Beijos de boa noite.

Rafael Belo disse...

Um baque... uu espero que esta sua "precisão" termine bjs querida

Naty belíssima amada. três hehehe obrigado pelo carinho linda, que bom vê-la comentar tão detalhadamente... Eu acho tão mais tãooooooo difícil mentir parece que apesar de ser uma onça e estar me dilacerando eu ainda sim tento engolí-la... não dá hehehe obrigado pelo discurso querida beijos