quarta-feira, novembro 30, 2011

Sinestésico horizonte

Eu preciso dizer que te amo - Cazuza e Bebel

*(No horizonte estão todos os sentidos se expandindo pelo infinito.)
Foto Rafael Belo
 Avassaladoramente, move nossa mente e dissipa nosso corpo o Amor
desafia toda dor, endireita o torto e canaliza o universo no todo
potencializa o Coração, no topo a ser Alma, absorto em cada olhar faiscante
iluminando instante a instante o mundo com a chama eterna da vida
emocionada nos detalhes da brisa soprada, em entalhes manuais ternos

Acaricia o rosto a aliança etérea entre as almas arrebatadoras na entrega
do abraço da pele poro por poro, suspiros por cheiros, coração em coração
na mais intensa inspiração de conquistar um ao outro, em cada alvorada

na revoada apertada liberada pelo sorrir contínuo a se mesclar com o horizonte
fonte do encontrado olhar se pondo e renascendo sem pontos, para encher os espaços do entoar lacrimejante do verbo conjugado pelo dando da boca beijada em realizados sonhos, Eu Te Amo!

Rafael Belo, às 9h49, terça-feira, 29 de novembro de 2011.

3 comentários:

Luna Sanchez disse...

Ah, que bonito esse fazer parte, Rafa, tão intensamente poético e romântico!

Lindo, inspirado e inspirador.

Demorei a chegar aqui dessa vez, mas não só aqui, estou desde terça com as visitas atrasadas.

Um beijo.

Milene Lima disse...

Gostei de tudo aqui, a começar pelo título do blog.

E as imagens, que lindas.
Tuas palavras cheias de viço.

Muito bom.

Ficarei.
Beijo...

Rafael Belo disse...

Importante é vir querida, já é um grande evento tua presença; Obrigado querida, fazemos parte de tudo, beijo;

Milene, que bom que veio e veio para ficar! Seja bem-vinda sempre! Muito obrigado pelas palavras, beijos.