terça-feira, setembro 27, 2016

No ritmo



Dois pra lá um giro no ar um impulso no par
um pra cá um lírio no olhar um pulso a rodar
almas passando de um olho a outro a se entregar

corpo entorta endireita esvazia cada cheia gaveta
toca pele sopram trombetas todo arrepio conecta cabeça

esqueça pensar coração cora cola aroma ao imaginar

respira quente suspira repente canta comigo liberta a gente
dança juntinho passo pra frente pulsa limites arrebenta corrente
cansa julgar passo pra trás joga sãos sentimentos a nós pertencem

água corrente expressão corporal suaviza roda sola estende não pode parar
postura de graça  a nos rodar a vida toda hora nos faz dançar.


(às 02h30, Rafael Belo, terça-feira, 27 de setembro de 2016)

Um comentário:

Maria Belo disse...

A vida nos faz dançar...de um jeito ou de outro!Precisamos achar o ritmo e bailar