quarta-feira, setembro 08, 2010

Pescando a depredação dos seus e nossos

(8 Rio Vacarias - imagem que captei no último dia 26)

por Rafael Belo

Arde o nariz, ardem os olhos, seca a garganta, racha a boca... E as pedras não rolam sobre o Rio Vacarias. O calor e a ausência de chuvas deixam as geladas águas a qualquer hora, em uma fina camada sobre as pedras. Estas estão apenas a um fio de sair d’água. Mesmo assim pescadores jogam redes, tarrafas e fazem fogueiras no leito do rio. Latinhas, e copos estão espalhados aqui e ali para prejudicar a visão natural.

Uma bela paisagem para tempos de seca e baixa umidade em Mato Grosso do Sul. A corredeira, localizada nas imediações de Sidrolândia tem este quê de extasiante. Chegando ao local pela trilha quase de rally sonhando com algo a umedecer os lábios – sem serem somente beijos molhados – há lá pseudopescadores com uma rede atravessando o rio pedregoso de ponta a ponta e exibindo peixes para os flashes digitais e uma tarrafa sendo arremessada mais acima.

Silenciosos em seu descaso ambiental logo vão embora ou pelo roubo farto ao rio ou pela nossa presença - quem sabe. Mas, os vestígios presentes no leito quase falecido são restos de fogueiras, copos e latinhas... Uma beleza!!! O imediatismo não é apenas fator jovem impulsionado com mais estímulo na internet. Está presente na visão curta e turva ao lado do rio deitado às claras sobre as pedras tentando se refrescar de sol enquanto gelam nossos pés suas águas corridas.

Som massageante para os ouvidos acostumados à poluição sonora das cidades. O Rio correndo desta depredação aos seus – e aos nossos - criando a trilha sonora da fuga onde nunca é o mesmo por sua constante fluência em bom exemplo. Crescendo mesmo menor na seca. Enquanto ainda em seu leito são recolhidos os restos humanos apreciadores de si mesmos, usurpadores da beleza até de um leito secando, mas forte o suficiente para correr nu sobre as pedras.

3 comentários:

Déia disse...

Quase me vi aí!
Deitada nessa natureza linda! Relaxando e encontrando a paz.
bj

Deise Anne disse...

Um espaço de muitas nuances captado pelo seu olhar e por suas palavras, Rafa.
Parabéns!

Beijo

Rafael Belo disse...

é ótimo mesmo o lugar, a paisagem bem além da depredação Deá; bjs

Deisinha querida rs obrigaduuu mesmo vindo de ti é uma honra, bjs.