quarta-feira, maio 26, 2010

Humano

8 pelas estradas da vida trocamos sempre de pele... Captei em alguma viagem...


A pele coça, os olhos vidram, terminam os limites
os sussurros vencem os delírios e os demônios saem
pelos tremores do corpo quedando anjos
por todas as partes onde não estejam caídos

em brutos suspiros vermelhos
ensanguentando mãos abrindo feridas nos pés
soltando todos os monstros da alma
pela fúria do coração

com as garras da noite em pleno meio-dia
explorando a raiva em dia por uma simples troca de pele.

às 23h52, (Rafael Belo/Folha de Outono) 25 de maio de 2010.

3 comentários:

Celsina disse...

Oii Rafaa!
Tem um desafio para você em meu blog.
PS: Não é obrigatório participar, viu =)

Beijos!
Cel;
www.umajanelasecreta.com

Naty Araújo disse...

Adorei, Belo.

Esse jogo de corpos, sussurros, com sangues... ficou de arrebentar.

Adorei..

Beijos

Rafael Belo disse...

'Bem vinda' de volta rs obrigado querida beijos.