segunda-feira, janeiro 25, 2010

Receio da certeza

Por Rafael Belo
*foto tirada na volta pra casa enquanto o dia nascia


Estava tudo certo, mesmo não combinado consigo e com ninguém. Surgem em pensamentos era isso, era essa. Nem precisava a conversa. A certeza estava lá antes da gente. Precedeu o momento, precedeu a pessoa. Há uma magnitude levando a mente e a alma a se atrair por aquela força magnética percorrendo. Mas, há um medo de comparações próprias. Há um medo de insegurança constrangedora. E na nossa sapiência descomunal, decidimos não errar não se ferir. E o momento passa e a pessoa continua.

Penso neste receio da certeza dentro da nossa mente, a contradizer a certeza repleta de todos os sentidos do corpo. E ainda dizem não sermos loucos. Nossa! Deixamos tantas vidas para trás e muitas vezes ficamos na mesma. Como se não houvesse evolução. Como se universo não fosse uma conspiração silenciosa voltando no momento certo, para o não combinado, para as precedências involuntárias a baterem e acelerarem o coração sem tempo.

Quantas vezes não foi vista “aquela pessoa” e houve uma pausa no mundo. Se foram poucas ou nenhuma há bons amigos e psicólogos que podem ajudar... É como se tivéssemos algo faltando uma peça “do nada a perder” a impulsionar a engrenagem sem receio. Poucos se arriscam na vida e é tão arriscado viver. Me parece ser esta a tal liberdade. Seguir em frente, saber “voltar atrás” e saber aceitar os erros. Seria esta a perfeição? A perfeição é algo infundado, já que errar é que nos faz tão humanos.

Receio ter de dizer isto, mas receios devem ser recheios feitos trocadilhos para aceitar o convite de adentrar aquele olhar. Não é preciso dizer se apaixonar até que reticências tragam um ponto final e não venha a se transformar em Amor, afinal. Sem desespero. As certezas são temporárias, menos a final, mas até lá não é são duvidar de nós mesmos. Que o receio recheie, mas não seja o sabor.

8 comentários:

socorro disse...

muito bom...felizmente a vida é feita de erros e esperança de acertar bjs sos

Jamylle Bezerra disse...

A perfeição, de fato, não existe quando falamos em seres humanos. Eu, particularmente, compreendo os meus erros e o das outras pessoas, quando eles surgem da tentativa de buscar o acerto. Repito, a perfeição não existe, mas a tolerância e o desejo de acertar devem estar sempre presentes em nossas vidas.

Beijos

Boa semana!!!!

Mai disse...

Rafael, acho que já te falei do quanto gosto da luz que dás em tua fotografia, não?
Isto é o que mais me captura nas imagens.

Você é detalhista e imagético no texto.
Abraços!

Deise Anne disse...

belo, belo estais de volta!
aprender com os erros day-by-day, essa é a virtude.

bjooo

Déia disse...

Que foto linda, Deus meu!

E que capacidade de escrever, heim? adorei!

Eu quero ser bolo, recheio e cobertura rsrsrsrs

bj

Tathy Panziera disse...

Confesso que só olhei a foto.
Tá na verdade eu li o texto mas não pus atenção.
Blé

Bom saber que você está de volta.

;)

Sandra disse...

No receio da certeza eu vim te ver...
Nossa quanto tempo, não aparece por lá.
Meu seguidor, vim com a certeza que vai me visitar. e se divagar em meus blogs.
Venha eu te espero.

A sua foto desse lindo sol, ficou maravilhosa.
Com muito carinho
Sandra

Rafael Belo disse...

Sos é. OS erros servem para acertarmos e claro, não só os nosso.bj

Jamy, tem toda a razão. Tolerância e desejo de acertar ou então com ose vive?! beijos linda

Sim ehhehe envaidecidamente agradecido fico Mai. Bom é te capturar :D beijos bela.

Esta é a virtude De. De volta estou Graças >D. bjs querida.

E não é Déa? hehehe O reverência a ti bela querida, obrigadoo. beijos

E típica tathyta hauahau brigaduuu bjs é bom voltar e pdoer fazê-lo.

Agradeço Sandra. Tens razão, já me vou a teus espaços. beijos