terça-feira, fevereiro 02, 2010

Poetry

*Foto tirada também na estrada (treelife?)
Conexão do olhar trocado, emanando ondas incendiárias no peito
toda vez que tocado, despido de corpo e de preceitos
na jornada de bagagens escaldadas, imaginárias do que seria perfeito
em imperfeições arbitrárias daquilo que dizemos “por direito”
sujeitos as intempéries do tempo e do temporal de temperamentos
temperados de temperos sofisticados, calados à simplicidade
do jeito vibrante de eternizar uma vida de momentos
tendo a sinceridade aberta nos olhos fechados, tamborilados
pelo coração pulsante, pretenso a sempre se entregar
a missão de viver completo, nunca, decerto, em si somente.

(Rafael Belo)

7 comentários:

Naty disse...

Tenho que admitir que vc é incrível.
Não só com as palavras, mas com as imagens.
Parabéns mesmo.

Bjos e nunca pare de escrever. Suas palavras encantam.

@vitinhobinho disse...

Suas palavras me parecem comuns no meu pensamento.

Rafael Belo disse...

Agradeço, mas discordo Naty, não sou incrível só bom observador e ouvinte... Obrigadoo linda, não é possível parar beijos :D.

agradecido, @vitinhobinho. Expressar o que parece comum é a essência. abs

Sandra disse...

Fiquei muito feliz com o seu carinho em me visitar.

Desculpe, a demora para retribuir o meu carinho, mas as vezes, não conseguimos vim, como planejamos. Mas acredito que o importante é estarmos presente.

As amizades verdadeiras, são como árvores, com raizes profundas.
"Um sorriso é a distância mais curta entre duas pessoas".
Por isso venho trazer o meu sorriso, o meu carinho e a minha amizade, mais sincera.
Pois nos tornamos, amigos por este meio tão virtual, mas tão caloroso, pelos recadinhos que são deixados.
Muito obrigado pelas suas doces visitas em todos os meus blogs.
Fico sempre muito feliz com a sua presença.
Um grande abraço.
Sandra

Deixei um selinho no seguinte endereçohttp://sandraandrade7.blogspot.com
Espero que gosto.
Passe lá.

Déia disse...

Linda foto!

Se joga Rafa! Com coragem, se entregue ao melhor sabor da vida!

Bjkas

A Língua Nervosa disse...

estas tuas estradas...estes teus olhares...adoro observar pela janela...nem sempre coisas belas, mas é tudo tão real...
e de onde voltas tanto quando imprimes estas fotos heim?? fiquei curiosaaaaa, seu menino!

Rafael Belo disse...

Obrigado Sandrinha. O importante são as palavras e a presença >D

Salto mortal triplo com giratória lateral, este é o meu salto hauahau Déa, bela. bjs

amo estrada Vivi, imprime o físico da minha liberdade. E esta volta foi de Ribeirão Preto/Sertãozinho, porém a volta do texto vem de uum ótimo diálogo raro pela madrugada. Ah, se quiser pular a janela... fique à vontade. bjs