quinta-feira, agosto 06, 2009

Tonicidade


(subindo as escadarias, tirei na torre dos sinos)

As coisas se moviam pelo ar
diante de atônitos olhos inquietos
nenhuma o acertou, boquiaberto

mas, ela os atirava em revolta
sem mira. Só objetos e palavras

veio de uma volta corriqueira

até com o gato preto que voava
cada qual se espatifava

feita a supertição da promessa quebrada
Quando foi – porque disse que ia.
Mas voltava – porque não aguentava

ele se movia pelo ar
nas coisas que o aquecia

não queria ser mai um par
mas um par queria

ambos olhares se encharcaram

o mover era atônito e inquieto.

Folha de Outono (Rafael Belo), às 17h08, 16 de julho de 2009.

10 comentários:

La Sorcière disse...

Eu amei!!!! Amei e amei!!!!
Lindo, com fluência, rápido...tudo combinando, com cadência....lindooooo!!!!!
Bj :)

Rafael Belo disse...

>D Gosto de variar "meus" versos poéticos. Obrigaduu Lezinha. beijos

Jamylle Bezerra disse...

Belos versos. Gosto muito das fotos que você utiliza para ilustrar seus post!!! São lindas e criativas!

Rafael Belo disse...

QUe bom que gosta das fotos também Jamy! É provável que crie nos próximnos meses uma blog só para. Por nquanto vou com este com o Mistérios ABertos beijos e MUITO obrigado

Deise Anne disse...

não queria mais um par, mas um par queria. lindo isso!

você tem um livro? não entendi direito o que você escreveu lá no comment.

Sandra disse...

Tem um carinho para vc. neste endereço
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
Te espero lá.
Sandra
Mas antes passe na curiosa.

Stella disse...

É o querer mais que o bem querer? rs
Lembrei disso na parte "não queria ser mais um par, mas um par queria".

Beijos, rapaz.

Rafael Belo disse...

É um joguinho divertido de palavras versadas, De (risos). SIm estou desenvolvendo dois e eles irão para Mistérios ABertos aos poucos, no caminhar de uma longa jornada. Beijos linda

Rafael Belo disse...

OK Sandra PAssarei. Muito obrigado.

Rafael Belo disse...

pensando agora Lembra mesmo >D, Stella. Beijos bela.