sábado, agosto 29, 2009

Gestação de pregnâncias

(uma pequena maravilha no meio da grama do lado de uma barragem tirei)

Impregnado lugar de ceifa
Ceifados olhares parados em plenos movimentos
através do olhado estagnado em um ponto não visto
revisto dos incontáveis déjà vu enfileirados
nas plumas pombas revoando as ideias repensadas

Pensamentos cheiram a sensação daquele lugar
deitado em um imenso espaço desproporcional, medido
não estou lá, pois, lá está aqui me impregnando
de acessos aos tempos mentais sem números
me referindo referências dos meus acúmulos, limpos de pó

deixe minha poeira me revelar
revelação de coisa alguma
a não ser de mim mesmo
como era ao nascer luz
sem posição fetal

toda as cores
dos mundos

todos os cheiros
dos infinitos partos.

Folha de Outono (Rafael Belo) às 12h52, 16 de agosto de 2009.

10 comentários:

La Sorcière disse...

Oi Rafa!
Gosto das imagens que são evocadas conforme vou lendo....é lindo o que vc consegue fazer!!
Bj

Atreyu disse...

Foi tão frenético e intenso, mas eu achei bem bacana!
=D

Déia disse...

Rafa,

Fui lendo e me imaginando, correndo nesse jardim... com essas lindas flores, com sol em meu rosto!!
oBRIGADA POR ME FAZER SONHAR!
BJ

Jamylle Bezerra disse...

Que massa!

:):):)

Boa semana pra vc!!!!!!!

Rafael Belo disse...

Ah, Lezinha Obrigado! Sabe vou construindo despretensiosamente... bj

Rafael Belo disse...

Valeu Atreyu. Bem-vindo abs

Rafael Belo disse...

Déia, DE NADA! hehe Que bom ter este efeito XD bj

Rafael Belo disse...

Modelável, Jamy (risos)! pra ti tb bjs

Vinha disse...

Que foto linda u.u
Amei essa flor *_*
Bom mesmo

=D

Vinha.

Rafael Belo disse...

FOi o que pensei quando a vi no meio do verde se destacando. Linda flor mesmo, nãó é Vinha?! hehehe bj